terça-feira, fevereiro 14, 2006

Imagine...

... que sua vida fosse um editor de texto e que você pudesse apagar os trechos que não te agradaram ou que você não quer que existam mais.
Não seria simplesmente sensacional?
Hein, hein, hein?

5 comentários:

Anônimo disse...

Li um artigo ano passado (2005) que fazia uma comparação com a forma como as pessoas escreviam "antes do editor de texto" (com lápis e papel ou máquina de escrever) e "depois do editor de texto".
Podemos dizer que atualmente os textos são mais perfeccionistas pois são mais fáceis de serem apagados (ô preguiça de apagar com a borracha)e que se a vida fosse um editor de texto perderíamos um tempão tentando escrever do melhor jeito possível.
A indecisão e a angústia se tornariam uma constante e morreríamos babando em cima da tela em branco sem ter vivido.
Ainda sou fã do velho "errorex". Nada como remendar algumas "cagadinhas" que fazemos por aí.

LPOJ disse...

Putz... E se a gente se arrepende-se depois? Será que teríamos aquela sensação esquisita de estar faltando algo? Viveríamos pra sempre correndo atrás daquilo que nos falta? Acabaríamos ficando obcecados por isso e deixaríamos de prestar atenção ao que nos rodeia? Sei não, meio arriscado este negócio, afinal apagou tá apagado... Agora se tivesse aquela teclinha mágica do Word que desfaz a última ação...quem sabe...

racg68 disse...

Já imaginaram isso. Já tem até um filme sobre o tema. E ao que me consta você gostou muito desse filme.

peter parker disse...

O que eu queria mesmo era um desfragmentador pra pegar toda a bagunça da casa e colocar em ordem, hehehe

Edna Marta disse...

Tá, apagamos tudo...e daí?? Vamos cometer os mesmo velhos erros de sempre, patinar "forever and ever" no mesmo lugar.

Errar e poder lembrar pra não errar mais..

Beijocas!!!