sábado, janeiro 19, 2008

Tudo azul

Lembram dos Smurfs?

Pois é...



Bacana, né? Esse vídeo foi produzido em 2005 a pedido do Unicef belga como parte de uma campanha para arrecadar fundos em prol da reabilitação de soldados crianças da guerra civil no Burundi, país africano que já viveu sob a tutela da Bélgica. Causou bastante polêmica por ser "chocante" demais e é uma das coisas mais bacanas dos Smurfs que eu já vi. A tradução da frase final do vídeo é: "Não deixe a guerra afetar a vida das crianças".

Os Smurfs são mais conhecidos no Brasil pelos desenhos animados, que estrearam por aqui em meados da década de 1980. Acho que muita gente que assistiu se lembra e provavelmente cantarolou em algum momento a musiquinha dos Smurfs: aquele "Lá-LÁ-lalala-LÁ, Tra-lalala-LÁ" (ou algo assim, o marcante era a melodia). E também tenho certeza de que, quem assistiu o desenho, alguma vez fez a clássica pergunta: "Falta muito, Papai Smurf?".

(Pelo menos, comigo foi assim. Quando estudei lá no Cefet, o guarda-pó do curso de eletrônica era azul, por isso éramos chamados de Smurfs. Inclusive tínhamos um inspetor que era o nosso próprio Gargamel: o sujeito era a cara do bruxo careca que vivia perseguindo os azulzinhos).

Apesar de serem mais lembrados pelo seriado de TV, os Smurfs começaram mesmo nos quadrinhos, em 1958. Foram criados pelo desenhista belga Pierre Culliford, que assinava seus trabalhos com o pseudônimo Peyo.

As histórias seguiam o clássico modelo belga, cujo mais famoso representante é o Tintim, de Hergé. Tratava-se de um desenho de traço limpo, com uma média de 11 quadrinhos por página.

O nome francês original dos azulzinhos era Les Schtroumpfs. No Brasil, esses quadrinhos foram publicados pela primeira vez em 1975, pela editora Vecchi. Nessas edições eles o nome traduzido como Os Strunfs.



A série da editora Vecchi durou algumas edições mensais e três álbuns especiais. Mais tarde, em 1983, com o sucesso do desenho animado, a Editora Abril publicou 6 edições mensais, agora com os personagens sendo chamados de Smurfs. Dizem que foram nomeados assim nos EUA, quando os estúdios Hanna Barbera começaram a produzir os desenhos animados. De fato, Smurfs soa mais suave aos ouvidos do que Schtroumpfs.



Agora em 2008 os azulzinhos completam 50 anos. Era um dos meus desenhos favoritos e as HQs também eram bem bacanas. Saudades...

Esse foi o post nostalgia da semana...


(As informações desse post foram retiradas do site Universo HQ. Para saber mais visite aqui, aqui, aqui e aqui).

Nenhum comentário: