domingo, março 23, 2008

ZOMMMMMMBIE!!!!


Já assistiu algum filme de zumbi?

É, zumbi! Tá ligado? Tipo aqueles mortos vivos do videoclipe pré-histórico do Michael Jackson.

Os zumbis têm uma legião de fãs e protagonizam um porrilhão de filmes. Os mais célebres foram dirigidos pelo cineasta-zumbi-mor George Romero. Em 1968 ele dirigiu The Night of the Living Dead, um filme independente, com baixo orçamento e que se tornou um marco referencial do gênero.

Recentemente apareceram diversos filmes de zumbi. Uns eram velados, não assumiam seu lado zumbi, tipo o bacana Extermínio (28 Days Later), dirigido por Danny Boyle em 2002.


Já em Madrugada dos Mortos (Dawn of the Dead), o diretor Zack Snyder se aproximou mais dos passos do grande Romero, mas inovou ao colocar zumbis "cafeinados", que ao invés de andar arrastando os pés corriam o tempo todo feito atletas dos 100 metros rasos.


E tem um dos meus favoritos, Todo Mundo Quase Morto (Shaun of Dead), uma comédia romântica com zumbis filmada em 2004 por Edgar Wright. Essa seguia à risca a fórmula de zumbies do Romero, embora em um clima não muito ortodoxo... (se você não assistiu, recomendo enfaticamente!).


Mas qual é o lance do zumbi, afinal? Ninguém sabe direito por que, mas os mortos se levantam e vêm atrás dos vivos para comer seus cérebros. Se alguém for mordido por um zumbi acaba virando zumbi também. O zumbi é um cadáver que perambula por aí arrastando os pés, geralmente em grandes bandos, completamente irracionais. Alguns dizem que os zumbis são uma metáfora da sociedade moderna, massificada e incapaz de pensar.

Em muitos filmes, os zumbis atacam e dominam completamente o mundo. Geralmente um grupo de sobreviventes se abriga em um shopping center, onde faz sua fortaleza.

Nesse sentido, Curitiba seria uma cidade muito bem preparada para um ataque zumbi. Temos a maior concentração de shopping centers por habitante da América Latina. Por sinal, aqui seria mais fácil prender os zumbis dentro dos shoppings...

E os zumbis não ficam só no cinema. Tem a Zombie Walk!

Segundo a Wikipedia:

  • Zombie Walk é um movimento público organizado por um grande grupo de pessoas nas quais se vestem de zumbis. Geralmente caminhando ou correndo por grandes centros urbanos, os participantes organizam uma rota através das ruas da cidade, passando por shoppings, parques e outros locais com grande público.
    O evento é promovido via internet, ou através de flyers, cartazes, etc. As Zombie Walks são consideradas por muitos participantes como um evento underground. Durante o evento, os participantes se caracterizam como zumbis e se comunicam como zumbis (iguais aos filmes de horror), grunhindo, gemendo e gritando "miolos" ou "cérebros".
Você pode ver fotos da Zombie Walk Curitiba aqui. Ah, e tem também a Zombie Walk São Paulo, Zombie Walk Recife, Zombie Walk Manaus, Zombie Walk Porto Alegre e Zombie Walk Caxias do Sul.

Ainda aqui em Curitiba cabe destacar o trabalho de outro evangelista zumbi, o Rodrigo Guinski.

Artista gráfico de mão cheia, Rodrigo Guinski faz quadrinhos usando a linguagem da gravura. Seu trabalho mais recente é o projeto Um Dia, que não tem nada a ver com mortos-vivos e está apresentado de maneira detalhada no site do autor.

São os trabalhos anteriores de Guinski que fazem a alegria do povo zumbi.


Lagoa Zumbi foi o trabalho de graduação do Guinski. Era uma história em quadrinhos feita com serigrafia, que contava a história de duas garotas, uma lagoa e zumbis. Depois vieram outras histórias bacanas, entre as quais eu destaco a maravilhosamente trash Playmozombie.


Você pode ver mais do trabalho dele no site www.rguinski.com.

É isso aí, Rodrigo.
Keep walking...


2 comentários:

Maurilio disse...

Opa Liber, tô sempre por aqui lendo seus posts!

Então, queria saber se vc não poderia habilitar os feeds.

Seria uma mãozona (:
Obrigado!

Liber disse...

Oi, Maurílio!

Obrigado pelas visitas! Estou tentando aprender como fazer esses feeds funcionarem... mas logo, logo deve estar tudo ok.

Enquanto isso, aceito sugestões... hehehe!

Grande abraço!