sábado, maio 10, 2008

Pai, Galactus existe?

Gente, eu queria desacelerar um pouco. Juro. Adoro a vida que tenho, mas queria desacelerar um pouco. Queria que a minha segunda-feira não começasse às 10 da manhã do domingo.

O que eu sinto falta é de juntar a galera, festar e daí curtir aquelas conversas de madruga, de fim de noite, em que você fala de mil assuntos com a perspicácia e objetividade que só o álcool oferece.

Daí ontem achei esse vídeo no Melhores do Mundo. Esse diálogo entre pai e filho é simplesmente sensacional! Sensacional! Gosto quando o careca fala do poder cósmico e quando ele fala do Quarteto Fantástico. "Mas o Quarteto não existe..." Sensacional.



O bacana não é só a inocência do garoto, mas como essa inocência está impregnada nas palavras do pai também. Ele não está tirando sarro do menino, mas sim curtindo o momento. Falando do Hulk e do Nulificador Total e daquelas bobagenzinhas que fazem parte de toda uma mitologia muito bacana que fez parte da infância de muita gente e que muitos (graças aos céus) ainda trazem dentro de si.

Gente, é isso. Sabe, sentar numa boa, junto de quem a gente gosta e falar os maiores absurdos. Um brinde com vinho! E Fanta Uva!

Modo nerd on.

Total.

2 comentários:

José Aguiar disse...

Ah, se eu tivesse um nulificador total também...
No fim, todo nerd hoje em dia quer ter filhos nerds também. O mundo mudou, quem diria...

Anônimo disse...

Eu também adoro ter estes papos com o meu filho. Acho que a inocência infantil é uma das melhores coisas da vida.

Rodrigo
http://stulzer.net/blog