domingo, julho 06, 2008

E como diz o velho ditado...

O homem planeja e Deus ri.

Eu devia emoldurar essa frase e colocá-la na parede do meu escritório. Se eu tivesse escritório. Enfim...

Não fui pra Flip. Bem verdade que eu tive
ótimas razões para não ir. Mas também é verdade que eu adoraria ter ido.

Daí fiquei escutando os comentários na tv e vendo notícias aqui e ali. Apesar de não ser mais assim
tão fã do Neil Gaiman, confesso que fiquei morrendo, morrendo de inveja de pessoas como o Marcelo Tas, que foram lá e assistiram as mesas de discussão dentro da Tenda. Tudo bem que o Tas era também o mediador do debate entre o Neil Gaiman e o Richard Price. Eu me contentava em ficar só na platéia. Para ver mais das peripécias de Marcelo Tas em Paraty, clique aqui.

Também não posso reclamar de ter ficado por aqui. Ah, tantas histórias pra falar do motivo de eu ter ficado. Mas não dá pra contar ainda. Tem que esperar mais um pouco, o tal processo ainda está rolando. Vamos ver o que acontece. Minha parte já fiz. Agora tá na mão de outros.

O que rolou de muito legal foi uma saída bem divertida com os amigos na sexta. Com direito a karaokê, jogo de sinuca, risadas e um show do Stereo33, banda de que nunca tinha ouvido falar, mas que fez uma apresentação sensacional lá no Empório São Francisco.

Terminamos a noite num café, aqui no Aeroporto Afonso Pena. Tem esse café que fica aberto 24 horas e tem também uma livraria, a La Selva. Então, meus camaradas às vezes me dão uma carona aqui pra São José e a gente acaba sempre tomando um café e fuçando a livraria do Aeroporto. É engraçado... O Aeroporto é um lugar imenso, que durante o dia é agitado, cheio de pessoas andando com suas malas de lá pra cá, fazendo filas e tal... Mas de madrugada ele fica vaziozinho. E silêncio, tranqüilo. Como uma igreja.

Era cinco e meia da manhã e a gente tava tomando café e batendo papo. Dia quase nascendo, o céu daquela cor estranha, que não é um cinza e não é um azul e tem um pouco de vermelho também.

E hoje é domingo e eu estou com uma sensação ótima de fim de semestre. Esse primeiro semestre foi uma pedreira. Muito trabalho, muita coisa pra fazer. Foi duríssimo. Mas o pior já passou.

Hoje é domingo e eu vou curtir.

A gente se vê.

Um comentário:

José Aguiar disse...

Dá-lhe, campeão!