sábado, agosto 22, 2009

Momento mágico do dia

Simone é uma loirinha gente fina de conexões neurais hiperativas e ótimo gosto pra música e poesia. Moramos na mesma cidade, essa tal de Curitiba, e durante mais de um ano não nos vimos.

O reencontro improvável aconteceu num vagão do metrô de São Paulo às seis e meia da manhã. Entrei no carro e quando olhei para trás ela simplesmente estava ali, a meio braço de distância.

Oi oi.

Era a Simone. Sem dúvida.

Ela estava ótima, me contou da vida, do namorado, da viagem para a Europa. Transbordava felicidade. Desceu na estação seguinte.

Qual a probabilidade de estarmos juntos no mesmo vagão de metrô em uma cidade do tamanho de São Paulo àquela hora? Um milagre termodinamico, doutor Manhattan. Sem dúvida.

O acaso do breve encontro me fascinou e encheu de expectativas. Simone definitivamente era um sinal de bons presságios.

As perspectivas para o dia eram as melhores possíveis.


4 comentários:

José Aguiar disse...

Quem não acredita em milagres não sabe o que está perdendo!

simone disse...

eu ia responder, mas neil gaiman fala melhor que eu! :D



"It is a small world. You do not have to live in it particularly long to learn that for yourself. There is a theory that, in the whole world, there are only five hundred real people (the case, as it were; all the rest of the people in the world, the theory suggests, are extras) and what is more, they all know each other. And it's true, or true as far as it goes. In reality the world is made of thousands upon thousands of groups of about five hundred people, all of whom will spend their lives bumping into each other, trying to avoid each other, and discovering each other in the same unlikely teashop in Vancouver. There is an unavoidability to this process. It's not even coincidence. It's just the way the world work, with no regard for individuals or for propriety."


que bom que eu sou um sinal de bons presságios! você também foi. :)

Liber disse...

Valeu, Zé! E obrigado por tudo!
Grande abraço!

Liber disse...

Simone...

Cinco mil pessoas, é? Gostei da ideia. É um mundo estranho e maravilhoso. Vamos mantê-lo assim.

Bjs e tudo, tudo de bom pra você.