domingo, agosto 23, 2009

Vampira


Eugenio Colonnese nasceu na Itália e foi desenhista. Desenhista dos bons, desenhista no sangue e no osso.

Deixou a Itália e foi para a Argentina nos anos 50. Em 1964, chegou ao Brasil pra ficar de vez e trabalhou com quase tudo que usasse desenho. Especialmente quadrinhos: ele fez histórias de guerra, histórias de romance, histórias de super-heróis. Antenado, ele criava de acordo com a demanda da época.

Nos anos 60, o terror era um tipo de história em quadrinhos perseguido porque se achava que ele fazia mal para a formação mental e moral das crianças. Mas era justamente o terror que fazia mais sucesso de público. As editoras Warren, EC Comics e outras apavoravam lá nos Estados Unidos com gibis como Creepy, Tales from the Crypt e outros.

Aqui no Brasil o Colonnese foi um dos grandes autores desse tipo de história. Em 1967 ele criou a personagem Mirza, a Mulher Vampiro. Assustadoramente gostosenta, Mirza protagonizava histórias de terror com fortíssimos toques se sensualidade (ou histórias sensuais com toques de terror?). A personagem antecedeu a famosa Vampirella, criada somente em 1969 pela editora norte-americana Warren.


O profissionalismo e desenho belíssimo destacavam o trabalho de Colonnese. Faleceu em agosto de 2008, poucos dias antes de completar 79 anos. O troféu do HQ MIX desse ano apresenta a vampira Mirza, em homenagem ao mestre.

Para saber mais sobre Colonnese, clique aqui, aqui e aqui.






Desculpem se parece um excesso de imagens do troféu, mas acho que é preciso valorizar o excelente trabalho do artista Olintho Tahara. Mandou bem.

Nenhum comentário: