quarta-feira, outubro 21, 2009

Låt den Rätte Komma

Pedi pro Papai do Céu uma vida perfeita e ele me atendeu. Passado os primeiros meses de euforia e gratidão, comecei a achar pequenas rachaduras na vida perfeita. Infiltrações, sinais de mofo, mal cheiro, moscas. Ainda é uma vida perfeita muito bonita e bacana e não penso em abrir mão dela, mas...

Mas às vezes você precisa escapar um pouco. Às vezes é preciso fugir do paraíso. E talvez o paraíso nem seja assim tão legal pra ser escrito com letra maiúscula. No fim você descobre que nada é perfeito.

Hoje eu fugi. Dei um tempo, sumi, desliguei celular, saí pra caminhar feito indigente.

Fui parar num cinema e lá estava passando "Deixe Ela Entrar".

Filme sueco sobre vampiros. Na verdade, uma mistura de "Meu Primeiro Amor" com... sei lá. Pelo trailer você acha que é mais um filme de terror, mas não é bem assim. Só o fato de assistir uma produção não americana já vale a pena.

Nada contra os gringos, mas eles tem quase sempre o mesmo jeito de contar uma história. Aliás, na maioria das vezes nem se preocupam em contar uma história. Se algo vende, vamos fazer mais. É o caso dos vampiros. "Crepúsculo" é uma história de vampiros super descerebrada. O tal livro "Noturno" de Guillermo Del Toro se mostrou uma grande decepção (livro de terror que descamba pra episódio piloto de série televisiva tipo "os caça-vampiros" ou alguma merda do gênero...) É a tal filosofia do "maaaaassa, véio".

Me escondi da vida perfeita naquele cinema e fui ver um filme sueco.

De vampiros.

Acho que foi a despretensão, o fato de serem autores desconhecidos, um lugar do mundo que parece ser outro planeta eternamente coberto de gelo... enfim, foi uma dessas coisas que me fez esquecer da vida e mergulhar em outra esfera. "Deixe Ela Entrar" não é genial. Mas, pensando bem, talvez seja. Uma história que retoma o mais que desgastado tema do vampiro e consegue ser interessante, envolvente e até mesmo assustadora talvez mereça ser chamada de genial.

Ou talvez eu esteja tão mergulhado na mediocridade da vida perfeita que estou me fascinando com qualquer coisa.

Mas vou te dizer que esse filme me fez voltar à luz do dia mais animado, mais satisfeito. Pronto pra outra.

Confira.

Antes que saia de cartaz.

4 comentários:

Anônimo disse...

Buenas,

Vc poderia ter citado o tal cinema. É o Cine Luz ? Aliás, frequentemente vc passa por mim no estação e não sabe que sou seu Velho Amigo.

T+
---
LVR

Liber disse...

O cinema é o do Shopping Crystal.

Eu passo por vc no Estação?

Cara... que situação mais estranha.

Bom, espero que vc goste do filme.

abs

Anônimo disse...

Vamos fazer assim, da próximo vez o seu Velho Amigo aqui, vai te pagar um café. Aceita ?

T+
---
LVR

Liber disse...

Opa!

Café sempre é legal!

Até!