segunda-feira, agosto 23, 2010

Wonka


Conheci a maluca no Wonka.

Se você não é de Curitiba, o Wonka é um barzinho legal aqui da cidade. Tem um porão com um teto bem baixo, lugar caustrofóbico, onde acontecem uns shows de jazz muito maneiros. A decoração bacanésima fica por conta do Mucha Tinta.

Então, tava lá no Wonka, do lado de fora, no "chiqueirinho" dos fumantes, quando ela apareceu do meu lado. Trêbada e oscilante. Ela era a cara da Amber, a "cuttrhroat bitch" do House. "Você é a cara da Amber" eu disse.

E ela riu e me beijou. Boca gostosa. E sumiu.

Vez ou outra ela aparecia aqui e ali. De novo veio pro meu lado. Dessa vez, junto de uma garota linda linda que estava pertinho de mim. E beijou ela também.

Duas mulheres lindas se beijando.

Daí ela sumiu. De vez.

Fiquei com a imagem dela na minha cabeça durante dias.

4 comentários:

Tersis Zonato disse...

Isso aconteceu mesmo ou você sonhou? =p
abraço

liber disse...

Oi, Tersis.

Olha, difícil dizer. Mas acho que foi real.

;-)

Valeu a visita e comentário!
Grande abraço!

Isa disse...

Olá, Liber! Começarei a frequentar seus escritos agora ^^ Gostei da história inusitada e do desenho :)
Logo, criaremos mais algumas, né? =)

O Wonka é legal nas quintas feiras, quando toca jazz. Vale por todos os outros dias da semana :D

Abraços!
Isa:)

liber disse...

Oi, Isa!

Obrigado pela visita e comentário! Bom vê-la por aqui!


Até a próxima!