terça-feira, setembro 14, 2010

A história da Tartaruga

"Nas costas da Grande Tartaruga, os parasitas construíram sua cidade. Sempre em movimento lento. Incessante."




Foi assim: eu tava largado no sofá ou na cama, ouvindo Face to Face da Siouxsie e seus Banshees quando a imagem da tartaruga surgiu no meio de um daqueles sonhos acordados. Músicas me fazem sonhar acordado, sabe. Não sei se é assim com você.

Peguei o caderninho e rabisquei. Imaginei o que seria morar na cidade nas costas da Grande Tartaruga. Como seriam esses cidadãos?

Uns cinco dias depois, teve uma pizzada na casa da Alice. A moça me emprestou uns rotuladores sensacionais da marca Copic. Um sonho. Fiquei brincando com eles e fiz o segundo estudo da Tartaruga. (Valeu, Alice!)


Foi nesse domingo que eu sentei pra desenhar pra valer a Big Turtle. Fiz pesquisas de imagens pra ter referências. Usei como modelo a tartaruga gigante de Galápagos. Gosto de desenhar esse tipo de bicho. Gosto das texturas, do peso.

Pra me acompanhar, umas latinhas de cerveja e música. Bebi demais, fiquei muito louco e desenhei, desenhei, desenhei. Com música. Nossa! Loucura! Sempre achei meio suspeito esse lance de alterar a consciência pra produzir, mas confesso que a bebida, se não melhorou meu desempenho, ajudou a tornar bem mais prazeroso o preencher de detalhes de arvorezinhas, prédios e escamas.

Aqui está a arte a tinta nanquim. O original ocupa toda uma folha A3.


O desenho de base é feito com lápis azul, daí fica mais fácil de apagar no fotoshop: selecione a cor azul e aperte del. Ou, como eu, selecione o preto, inverta a seleção e delete o resto. Daí ficamos só com o traço preto.


E daí joga uma cor.


Essa não é a colorização final. Quero aplicar algo mais elaborado, mas essa semana o tempo tá bem escasso... Também, preciso aprender a colorir. Colorir não é tarefa fácil, mas o pior é não saber que cores usar. Conheço algumas pessoas que podem me ensinar o esquema de paletas de cores, aplicações e tal. E vou persegui-las assim que voltar de viagem.

Ah, vou apresentar um artigo no Primer Congreso Internacional de Historietas lá em Buenos Aires. Considerando que tenho que preparar as aulas para minhas substituições, estudar e preparar a apresentação, talvez eu me ausente aqui por uma semana... mas depois volto com histórias bacanas. :-D

Obrigado por me acompanhar aqui.

Até breve!

3 comentários:

Sil disse...

Copic são os que eu uso! eles são lindos e mágicos e praticamente funcionam sozinhos... to fazendo um Darth Vader enorme com eles hoje...

(ela comprou aonde esses da copic? tem pra vender aqui no brasil? ._.)

Ficou muito legal o desenho!
Sua imaginação me assusta...

liber disse...

Oi, Sil!
A Ali comprou lá nos EUA os Copic dela. Realmente são mágicos.
Minha imaginação me assusta também, principalmente nas noites mais longas, escuras, silenciosas e solitárias... :-P

Obrigado pela visita e comentário.

Depois quero ver esse Vader! Passa pra gente o link dos teus trabalhos!

Abração
Liber

Jorge Ramiro disse...

Quero parabenizá-lo em seus desenhos! Eu tenho 2 tartarugas em minha casa e eles são muito bons. Eu também tenho um cachorro e às vezes as tartarugas tomam agua de Bebedouro para Cães.