quarta-feira, setembro 08, 2010

Pequenas dúvidas sobre lentes de contato

Comecei a usar lentes de contato.

Tudo novo pra mim. Perder o medo de cutucar o olho com o dedo, a sensação de ter areia sob as pálpebras, enxergar com nitidez extraordinária num momento e em outro ver o mundo por trás de águas turvas.

Eu cresci e passei a maior parte da minha vida usando óculos. Então, de todas as sensações, a mais estranha é essa ausência da borda das lentes na minha visão periférica. Como se algo realmente estivesse faltando.

E as pequenas surpresas do uso das lentes de contato. Aqueles detalhezinhos que ninguém fala.

Tipo perder a lente dentro do próprio olho.

Porque cheguei em casa ontem à noite e fui tirar as benditas. Mas a do olho esquerdo não estava mais lá. Olhei, olhei, e não achava. Perdi, pensei. E fui dormir.

Mas tinha uma coceirinha no olho.

Levantei e fui checar no espelho.

Olha, olha. Arregaça as pálpebras. Olha bem. Nada. Taca colírio. Volta pra cama.

Dia seguinte levanta, põe óculos, vai desenhar, ler, trabalhar. E de repente dá uma coçadinha de nada no olho e sente algo na mão. Sim, isso mesmo. A tal lente.

Isso já aconteceu com você? Isso é normal? Perder a lente dentro do olho? Ela deslizou lá pra trás? Por onde ela esteve?

Por onde ela esteve...?

Hmm...

7 comentários:

Leleca disse...

"Uuuuui, sua lente tá no cérebro" - Camila, minha irmã, numa dessas fugas da minha lente de contato.

Leleca disse...

Aliás, me lembrou essa historinha aqui, publicada no chá nos idos de 2003:

Eu sou uma pessoa praticamente cega, com 3,5 graus de miopia. Esses dias, acordei, abri o olho e… surpresa! Eu enxergava tudo perfeitamente! Nada embaçado, tudo nítido, uma coisa espantosa! Pensei “Milagre! Milagre!”. Estava quase telefonando para a igreja mais próxima quando me liguei do acontecido. Tinha dormido com as lentes de contato.

Putz! Estúpida.

liber disse...

Hey, Leleca!

Sou novo nessa história de lentes. Daí comecei a conversar com uns amigos e descobri que perder a lente no próprio olho não é nada tão incomum assim ("Sua lente tá no cérebro" é ótima! Passou pela minha cabeça. A ideia, não a lente). Depois ouvi outras histórias sensacionais. Tipo, colocar as duas lentes no mesmo olho, uma por cima da outra.
Ou, no meu caso, trocar as lentes de olhos. Meus graus são bem diferentes de um olho pra outro e nos dois primeiros dias eu não enxergava nada. Daí, até descobrir que as lentes tavam trocadas...
Agora quero saber se é possível tirar uma lente pelo nariz...

Beijos, dona moça.

Leleca disse...

Ooooolha, não tenho assim tantas experiências. O máximo que eu fazia era dormir com as ditas (oras, meu oftamologista maluco deixava!) e passar do prazo com elas (isso rola até hoje). E o resultado foi uma inflamação de córnea ou coisa que o valha.

Fora isso, há duas situações chatas: quando você tem certeza que sua lente não tá no olho (e ela tá); e quando você tem certeza que sua lente tá no olho (e não tá).

Aliás, ontem fui fazer exame de vista pra renovar a CNH, não enxerguei várias letrinhas e me passaram mesmo assim. É agora que eu me vingo desses cariocas, hohohoho!

Beijão!

liber disse...

Caaaaaastiga os carioca!

Ei, lembrei mais uma de lente! Sabe a flexível? Então, você vira ela do avesso e não percebe e usa do mesmo jeito, sabe que não tá enxergando direito, mas não sabe por que.

A gente devia fazer um blog sobre histórias de lentes de contato e chamá-lo "O Segredo dos Teus Olhos"...

bjones!

cyrinha disse...

kkkk...gente estou achando tudo muito engraçado, aconteceu hj comigo perdi a lente dentro do olho, tb jah coloquei no avesso,troquei d olho, isso durante 2 semanas, mas n vou desistir...rsrsrs

Unknown disse...

Eu tenho 4,00 de miopia e 1,35 de astigmatismo no olho direito e 4,25 de miopia no olho esquerdo. Minha lente já foi parar atrás do olho... coloquei muito colirio e fique virando o olho e tentando pegá-la até sair.. levou uns 15 min mas tirei rsrsrsrrsrs essa é a minha história.