quinta-feira, novembro 11, 2010

Sem Culpa

Hoje eu apresentei uma pequena palestra sobre quadrinhos lá na UTFPR. Foi dentro do evento Algures, promovido pelos próprios alunos.

Esse ano, cada dia da semana tinha um tema: Egoísmo, Confronto, Julgamento, Culpa, Aceitação ou Indignação.

A Renata Moura, gente fínissima que conheci lá no evento, ficou com o Egoísmo e fez uma apresentação sobre seu trabalho fodástico com design de produto.

O camarada Renato Faccini apresentou as ideias do projeto "Design é a sua vida?" no dia do Confronto.

Mais um monte de gente bacana apresentou trabalhos em todos os dias, mas foi o desses dois amigos que eu consegui acompanhar.

A minha apresentação de hoje caiu no dia da Culpa, e daí eu brinquei com esse tema: fiz uma apresentação sem culpa nenhuma. Falei tudo aquilo que sempre quis falar em uma apresentação, no caso, uma explanação sobre os quadrinhos favoritos da minha infância e adolescência.

Em especial o Cavaleiro das Trevas do Frank Miller. Mas também falei um pouco do Demolidor, Asilo Arkham, Sandman. Foi bem bacana, porque viajei dentro da linguagem, dentro das especificidades de cada quadrinho, do que fazia de cada um especial pra mim e pra minha formação. Pelo menos, eu acho que foi bacana. Espero que o pessoal tenha gostado... mas se não gostaram, também não vou me sentir culpado... :-)


A ideia geral era fazer uma performance e meio que brincar com a ideia de estar sentado no chão aqui de casa, vendo todas essas revistas, batendo papo sobre elas e tal. Só não rolou a cerveja que eu tinha prometido porque ia bater de frente com as normas da instituição. As autoridades não curtem a ideia de beber quentão, quem dirá cerveja...

Enfim, no fim do papo eu divulguei uma lista de quadrinhos de hoje que eu recomendo. Alguns são séries que estão sendo publicadas em encadernações baratas, outros são histórias fechadas que são publicadas em volumes bem carinnhos... mas todos valem a pena. Pra quem interessar possa, divulgo aqui a lista:

  • Xampu, de Roger Cruz
  • Fábulas, de Bill Willingham e Mark Buckingham (a história de Branca de Neve, Lobo Mau, A Bela & a Fera e outras fábulas que fogem para o nosso mundo e passam a viver escondidas num bairro de Nova York. Cuidado, essa história não tem nada de infantil...)
  • We3, de Grant Morrison e Frank Quitely (veja aqui também...)
  • Mr Punch, de Neil Gaiman e Dave McKean (trabalho dos dois feito em 1992 e finalmente lançado no Brasil pela editora Conrad).
  • Planetary, de Warren Ellis e John Cassaday (mais difícil de achar... por favor, alguma editora republique!!!)
  • Sábado dos Meus Amores, de Marcello Quintanilha
  • 100 Balas, de Brian Azzarello e Eduardo Risso
  • Preacher, de Garth Ennis e Steve Dillon
  • A Liga Extraordinária, de Alan Moore e Kevin O'Neil (o filme é uma BOOOOOOSTA, mas os quadrinhos são divinos! Esse volume é caro pra caramba, mas vale o preço!)
  • Ex-Machina, de Brian K. Vaughan e Tony Harris
  • Bando de Dois, de Danilo Beyruth (rêpetacular!)
  • Retalhos, de Craig Thompson
  • Y - O último homem, de Brian Vaughan e Pia Guerra
  • Leões de Bagdá, de Brian Vaughan e Niko Henrichon


Agradeço a todas e a todos que apareceram essa manhã pra ouvir meu discurso caótico sobre o Batman e seus amigos bizarros. Foi um prazer inenarrável para mim estar lá com vocês.

Se tudo correr bem, vou montar uma disciplina optativa de quadrinhos pro curso de Design para o ano que vem.

Diversão garantida.

;-)

8 comentários:

Nishijima Undead disse...

Só coisa fina hein Liber!

Desses aí o Preacher é o meu favorito ever!!!

Leleca disse...

"As autoridades não curtem a ideia de beber quentão, quem dirá cerveja..."

Hahahahahahaha! ;)

Eu tou te devendo vários e-mails. Eu sei, eu sei. Argh. Muitas surpresas no mundo.

Ei, que história é essa de vir pro Rio, mocinho?

Beijo!

Guilherme disse...

Poxa, Liber.
TAva lendo aqui um capítulo do arco do Wolverine no Japão, depois da morte da Mariko, que ele conta que depois de se tornar um Cavaleiro da Morte, ter adamantium no corpo de novo e se livrar da influência do Apocalipse, o Ciclope morreu enfrentando-o, e o Logan se sentia culpado. Me lembrei dessa sua palestra de manhã.
Até anti-heróis sentem culpa.
HAHA
Abraço!

marília disse...

Planetary é um mimo, uma das coisas mais legais que eu li, realmente deveria ser republicada! E eu que odiava o Demolidor resolvi passar por cima da arrogância e ler aquele do Love and War que você mostrou, porque aqueles desenhos são maravilhosos.
Enfim, a palestra foi muito legal, parabéns!

Gel disse...

Acho que vou cursar disign ano que vem...=)

liber disse...

Olá, pessoal!

Muito obrigado a vcs pelas visitas e comentários! E pela presença na palestra. Pra mim significou muito poder falar sobre essas histórias e agradeço a todos pela recepção amiga. Valeu!

Depois, se lerem alguma das hqs que indiquei, por favor passem por aqui pra dizer o que acharam. (Vale criticar também...)

Grande abraço a todas e a todos!

Manuela disse...

Adorei a palestra. E fiquei muito feliz de conhecer alguém que também leu e se encantou por Moonshadow =)

Até eu que morro de preguiça de super heróis americanos fiquei curiosíssima para ler Cavaleiro das Trevas e Asilo Arkham...

Anônimo disse...

Muito Bom Seu Blog.. são ótimas as dicas, ainda falta muito pra que eu chegue a ler todas essas ótimas dicas, mas ja tive a oportunidade de ler Preacher de cabo a rabo e um pouco de 100 balas.. basicamente meu comente é para te parabenizar, e motivar a continuar com esses ótimo trabalho parabéns..