terça-feira, dezembro 07, 2010

Meu parceiro/a de 2010

É um jogo. As regras são essas aqui. A ideia é do MaxReinert.

******

Amigos e amigas são importantes. Eles são os melhores parceiros e parceiras. Eles é que estão lá nos momentos mais significantes, nos momentos que fazem tudo valer a pena. E também nas horas em que o tempo fecha. Eu não saberia escolher um só . Outra lista? Sim. Mas não dá pra dizer qual deles é o mais importante. Todos eles fizeram, como sempre fazem, desse 2010 um ano muito mais legal.
Tem muito mais gente do que aparece nessa lista, muito mais parceiros e parceiras, pessoas que eu agradeço muito por estarem na minha vida. Mas a lista foi montada com base em certos momentos vividos em 2010 que me marcaram de algum modo. Então, aqui vai:
  • Tex e Piuí são os parceiros de copo, de shows, de literatura. Noite memorável do ano foi quando a gente levou o meu sketchbook pro Barbaran e ficamos bebendo e desenhando ao som do jazz do Saul do Trompete. A coisa, como sempre, fugiu ao controle e o sketchbook virou uma legítima porta de banheiro, cheia de textos desconexos, rabiscos, desenhos e toda aquela poesia característica.
  • Faccini e May são os parceiros nerds, dos barzinhos descolados, das ilustrações, dos quadrinhos e do cinema. Crises de riso no meio de Karate Kid e sessões madrugada adentro com Star Trek, pizza da Michigan, trilhas sonoras de filmes e vídeos insólitos do Youtube. Nós somos a Big Bang Theory Alive.
  • Lielson e Van são os parceiros de crime, de textos, de ideias e planos. Trabalhamos juntos montando histórias, juntando palavras e desenhos. E nos momentos mais difíceis desse ano, deles vieram as palavras que eu precisava ouvir.
Esses são os meus parceiros de 2010. E de sempre, espero.

Fim de ano vai chegando e eu vou ficando sentimental. Desculpem aí por qualquer coisa...

3 comentários:

MaxReinert disse...

Sentimentalismo, nesse período é normal... a gente dá o desconto! rs

liber disse...

Valeu, Max!

Grande abraço!

van disse...

Ah, Liber. Lisonjeei.

: )