segunda-feira, março 14, 2011

A Origem recontada com recortes em 60 segundos


Vou te contar que eu gostei bastante do filme A Origem, mas não achei assim o melhor filme do Christopher Nolan (que na minha irrelevante opinião é O Grande Truque).

O engraçado é que essa animação consegue reproduzir muito melhor a sensação irreal de um sonho do que A Origem. Sei lá, acho que os sonhos são algo mais fluido e ilógico, mais livre. E na ficção de Nolan, tudo é muito retinho, tudo faz muito sentido.

E, falando sobre a animação acima, apesar de ter umas sacadas bacanas com dobras e ilustrações, os caras podiam ter caprichado mais na trilha sonora, né?

6 comentários:

Sil disse...

Ha, obrigada por sempre compartilhar essas coisas... Seu blog é sempre um mundo a parte bom de visitar... deixa a gente se sentindo estranhamente mais leve...
:)

Ale disse...

eu tive essa msma impressão do filme. de que os sonhos nele são certinhos demais. a ideia do filme é mto boa e poderia ser aproveitada pra um surrealismo absurdo tanto visual quanto conceitual,infelizmente ele apenas brinca no raso com essa ideia nova. por isso que não gosto tanto do filme quanto a maioria das pessoas...

liber disse...

Sil,

Muito obrigado! Fico feliz! ;-)


Ale,
Somos dois. Gosto da Origem, mas não piro no filme que nem o pessoal. Aliás, não consigo entender o que o pessoal acha tão complicado no filme. Um sonho dentro de um sonho, dentro de um sonho, dentro de um sonho. E os caras ficam explicando isso o tempo todo. Qual o mistério? E no final, é óbvio que era tudo um sonho. Bla. Mas é um filme bacana, mesmo assim. Bem acima da média.
Valeu!

Carol Capellani disse...

Não asssti o filme, mas a animação é demais!

matheus aguilar disse...

O Grande Truque é um bom filme. um roteiro corajoso e direção competente.

deveria ter tido maior visibilidade.

Haroldo Vaz disse...

O motivo de ser tudo retinho e real demais é pq os sonhos são assim mesmo, imitações perfeitas da realidade até que a gente acorde.