terça-feira, abril 26, 2011

Sabe o que é engraçado?

Engraçado é você lembrar de coisas boas que viveu com alguém e quando encontra essa pessoa, tempos depois, descobre que ela não lembra de nada daquilo.

Você acha que certas coisas tem significado e na verdade não tem. Simplesmente não importam.

Mas já aconteceu o contrário. Já me perguntaram de coisas que eu não lembrava. Menti e disse que lembrava sim.

Prefiro ser mentiroso do que decepcionar as pessoas. Daí elas geralmente percebem que estou mentindo e se decepcionam mais ainda, mas pelo menos eu me importo o bastante pra tentar.

Por outro lado, vale ressaltar que eu guardo rancor.

Ninguém é perfeito.

Rancor faz mais mal pra quem guarda do que pra quem extravasa, mas sempre faz mal pra alguém.

A vida devia ter corretivo ou um ctrl+z.

Ou as pessoas deveriam ser mais compreensivas. (Com as outras e consigo mesmas). E essa vale pra mim.

Mas sempre dá pra tentar fazer melhor da próxima vez, né?

Um acerto talvez justifique uma pilha de erros.

Talvez.

3 comentários:

ana carolina disse...

Liber, querido
talvez você nem lembre de mim, mas sou sua fã faz tempo - adorei a franqueza do post. Só deixe de se torturar em inferno astral... logo logo o açúcar do bolo manda o que é amargo embora.
Bjs

Susie

Jan disse...

Eu lembro de você nas aulas de inglês do Clube de Línguas, no CEFET, em 1991 ou 1992... Provavelmente vc não vai lembrar de mim, e talvez minta prá não me decepcionar. ;)

liber disse...

Oi!
Falando sinceramente, da Suzie eu lembro bem, lá nos queijinhos do Cefet. A gente fazia aniversário no mesmo dia.

Já você, Janaína, eu não lembro. Se tivesse uma foto e mais uma pista facilitava. Quem também fazia o Clube de Línguas com a gente nessa mesma época era o Alessandro Martins, que hoje é o responsável pelo Cracatoa Simplesmente Sumiu. O Clube de Línguas era muito bem frequentado...

Mas vou tentar te adicionar no msn, Jan. Daí podemos conversar. ;-)


Muito obrigado pelas visitas e comentários.

abs
Liber