sexta-feira, junho 22, 2012

V de Verdade


Quando penso em V de Vingança...

... (esqueça o filme, por favor)...

... essa é a frase que me vem à cabeça. A felicidade é a mais insidiosa das prisões.

Uma prisão confortável, aconchegante e sorridente. Uma prisão onde queremos estar. Uma prisão que nos tolhe pelo comodismo, pela supressão das necessidades, pela estagnação. Bem traiçoeira.

Tenho pensado na felicidade da publicidade, do Fakebook, das galerias de fotos sorridentes. A felicidade de competição: quem é o mais feliz?

É como a máscara sorridente de V.

Debaixo das fotografias, o que existe? Que tipo de cicatrizes?

Ansiedades, incertezas, solidão, fraquezas...

Não me falta felicidade.

O que preciso é de convicção.

Nenhum comentário: