segunda-feira, junho 29, 2015

Escute

Amigo, não existem feminazis.
Se a menina tá te dando uma bronca, você provavelmente fez merda.
Em vez de tentar puxar os vinte mil fatos indiscutíveis que comprovam que você, floquinho de neve único e especial, está certo como sempre, experimente escutar a menina. Experimente ouvir e tentar entender de verdade o que ela está te dizendo. Tente enxergar o mundo pelos olhos dela um pouquinho só. Apenas escute. Pense.
Dói perceber as próprias falhas. Dói perceber que certas coisas que tínhamos como brincadeiras inocentes, piadas saudáveis, na verdade eram troças cruéis em cima de quem não tem como se defender.
Machuca o orgulho perceber que a gente não é tão legal quanto pensa que é. Mas se for pra sentir orgulho por alguma coisa, que seja orgulho de se tornar uma pessoa melhor.
O orgulho de defender uma posição que oprime, ridiculariza e inferioriza é um orgulho indigno. É orgulho de ser estúpido e cruel. E você não é estúpido e cruel.
Pelo menos, eu espero que não.

***********

(Esse foi um post que eu achei muito doido. Apareceram muitos amigos que se proclamavam "neutros" e "equilibrados" e que tentavam provar que existem feminazis, que existem "pessoas podres que se escondem no feminismo", que "há mais pontos de de vista no mundo do que a simplicidade dos binários"... Dentro disso, diziam que não estavam ali pra deslegitimar os feminismos, apenas para evidenciar que existem "extremistas" dentro dele que não são diferentes de terroristas islâmicos. A comparação de feministas com terroristas islâmicos aconteceu. Veja, eu sou homem, não posso ser feminista. Feminismo é um movimento complexo, mas deve sempre ser protagonizado por mulheres e apenas por elas. Mas, como homem, eu fico meio de cara com a falta de percepção das pessoas "neutras". Como alguém consegue acreditar em neutralidade, gente? Você entra numa discussão polarizada e começa a dizer coisas que deslegitimam as reivindicações de um dos lados, relativizam, minimizam, tentam silenciar e diminuir um dos discurso e vem se proclamar neutro? Sério?)

Nenhum comentário: