Sobre

Histórias em quadrinhos sempre foram importantes pra mim.

Com certeza, há um vínculo forte com a infância. Super-heróis, aventura e fantasia. Mas, à medida em que fui crescendo, encontrei outros títulos, outras obras que falavam comigo, que se encaixavam no período que eu vivia.

Histórias em quadrinhos, como todos já estão cansados de saber, são uma mídia com recursos e linguagem específica e não precisam se restringir a um gênero (super-heróis) ou a um público (infantil).

Por um tempo, por causa das histórias em quadrinhos, pensei em trabalhar com ilustração. Foram os quadrinhos que me levaram a largar um curso técnico em eletrônica quase concluído para começar o curso de desenho industrial, que virou curso de design, que virou faculdade e engrenou num mestrado.

Trabalhei por um tempo em agências, depois fui sócio de um estúdio de ilustração e animação. Fiz um mestrado onde estudei a obra em quadrinhos de Lourenço Mutarelli. E, finalmente, tornei-me professor de um curso de design, onde leciono sobre ilustração e animação. Também colaboro escrevendo sobre quadrinhos para o site Universo HQ.

E tem também a vontade de escrever, de desenhar as próprias ideias e colocar alguma coisa no mundo. Nada pretensioso. Apenas fazer porque é divertido, porque faz bem pro espírito.

Quadrinhos, narrativa, composição visual, construção de imagem, tudo isso me fascina muito. E tudo isso serve como meio pra refletir sobre outras coisas, outros assuntos e aspectos que são importantes. Relações sociais, relações amorosas, ideais, decepções, amadurecimento. Coisas assim.

Basicamente, é sobre isso que fala esse blog.

2 comentários:

Anônimo disse...

Me inspira.

Filipe Malafaia disse...

Olá, Líber! Sou estudante de literatura e minha dissertação é sobre "Fábulas", de Bill Willingham. Li uma resenha sua no UHQ sobre o volume 8, Lobos, e fiquei interessado no seu ponto de vista, bem mais critico que os do Lielson, por exemplo, que só visa a leitura de entretenimento. Incluí sua resenha na minha pesquisa. Obrigado por fornecer uma visão tão rica de uma obra que pode gerar muito mais debate que a mera busca pela diversão. Afinal de contas, os quadrinhos são cultura, rsrsrs. Um abraço e parabéns pelo seu trabalho!
Aliás, coloquei Partículas Elementares lá no meu blog, com um link para o seu blog:
http://popcinemais.blogspot.com